Tel. (11) 3291-4433

[Artigo] 18 de maio é dia de isolamento e resisten DE MAIO É DIA DE ISOLAMENTO SOCIAL E RESISTÊNCIA POPULAR!

  • quarta-feira, 20 de maio de 2020

Artigo por Fábio Paes – filósofo, ativista de direitos humanos e atual responsável pelo área de Desenvolvimento Institucional do SEFRAS

“Estamos cercados por muros. Por muros de significação, pelo sentimento de impotência, pelo sentimento de que é sempre a mesma coisa, que nada pode mudar. E, às vezes, só é preciso um buraco no muro, só precisamos de alguma coisa pra perceber que o muro é permeável”. (Félix Guattari, sobre a depressão, em 1992)

Vivemos um tempo diferente enquanto indivíduos, sociedade e Estado frente a situação trágica instaurada pela Pandemia do novo Coronavírus. Não seremos mais os mesmos a partir desta complexa vivência, ainda sem análises fechadas de possíveis impactos. Hoje, carregamos um sentimento pesado frente a possibilidade da nossa morte, de nossos familiares, conhecidos e de qualquer vida humana. Vivemos um momento de “depressão” em muitos âmbitos e formatos, por isso este texto introdutório de Guattari que aponta também para a possibilidade de um esperançar.

A pandemia evidenciou no campo social e econômico um contexto perverso de desigualdade social no Brasil, no qual a maioria da população sofre com a escassez de acesso a serviços básicos. Não temos sistemas de educação conectados com tendências tecnológicas atuais, os hospitais não têm capacidade de atender à multidão, às necessidades de prevenção e atenção básica, muito menos intervenção de níveis de alta complexidade médica.

Por isso, o dia 18 de maio é um marco importante para unificação de ações de combate à violação de direitos humanos de crianças e adolescentes, mas de maneira mais articuladora. Este Movimento surge da mobilização massiva e de rua. É importante destacar e ressaltar a inovação e capacidade de mobilização desta Campanha que hoje é garantida por lei.

Continue lendo o artigo aqui.