Tel. (11) 3291-4433

Sefras Criança – Petrópolis/RJ

O Serviço Franciscano de Convivência da Criança e do Adolescente (Gente Viva) surgiu em 2005 a partir dos apelos da realidade da Comunidade Osvaldo Cruz e Vila São José, em Petrópolis, situadas na periferia da cidade, marcadas pelo abandono das instituições, pela miséria e pobreza, pelo tráfico e pela violência. A partir da atuação dos estudantes franciscanos que moram na comunidade Osvaldo Cruz que, percebendo o risco em que viviam as crianças e adolescentes das duas comunidades, iniciaram um trabalho de conscientização e mobilização com esta parcela da população, através de atividades como leitura, discussão de textos, teatro, etc. Aos poucos tornou-se necessária a existência de uma sede, que foi conseguida em parceria com a Associação de Moradores da Comunidade Osvaldo Cruz. Algumas atividades passaram a ser oferecidas, com o auxílio de voluntários (balé, capoeira, karatê, dança). Com o aumento da demanda, os responsáveis pelo Projeto procuraram o Sefras e apresentaram o trabalho, na busca de uma parceria que se oficializou em 2007.

A partir de 2013 o serviço passou a funcionar junto à Associação de Moradores da Vila São José, onde está até hoje. Desde o início o serviço se enquadra nos valores e missão do Sefras. É um serviço criado por franciscanos e levado em frente por pessoas que têm consciência deste diferencial do serviço. Ao enfoque na educação libertadora, contribuindo para que os participantes se tornem cidadãos conscientes de seus direitos e de sua dignidade, alia-se o esforço por uma educação para os valores humanos e franciscanos, como o diálogo, o respeito, a solidariedade, a tolerância, a cultura de paz, o respeito por toda forma de vida, além de uma preocupação em educar para uma visão ecológica do mundo e da realidade. O serviço também atua no sentido de estabelecer parcerias junto aos órgãos de políticas públicas e entidades que defendam os direitos da população em geral, e das crianças e adolescente, em particular.

O foco do serviço é, sobretudo, pedagógico. Assim, através das várias atividades realizadas nas oficinas, do contato cotidiano entre os participantes, com os educadores, voluntários e a coordenação, o serviço tem o objetivo de fazer com que os próprios participantes despertem para suas potencialidades, para suas capacidades criativas e produtivas, a partir do contexto em que vivem; que sejam adultos seguros de si, cidadãos conscientes de seus direitos e de seus deveres; que tenham uma maior auto-estima, com uma visão positiva de si mesmos e do mundo; que saibam interagir com a sociedade ao redor; que reconheçam-se como protagonistas da história. O objetivo, a  médio prazo, é que desenvolvam uma consciência de participação política, de defesa e luta por direitos e dignidade.

A Vila São José é uma das comunidades com o mais alto índice de pobreza, de marginalização e vulnerabilidade social em Petrópolis. Inúmeras situações de risco presentes na comunidade, como ausência de assistência na área de saúde, na área de saneamento básico e segurança pública. Por causa da proximidade com o centro da cidade e com locais onde estes serviços já são oferecidos, escolas, creches, postos de saúde e outros serviço públicos não foram instalados na Comunidade. O problema é que, quando os moradores da Comunidade precisam destes serviços, e recorrem a ele, são, muitas vezes, tratados com preconceito ou preteridos. Segundo a Política Nacional de Assistência Social, a vulnerabilidade constitui-se em situações, ou ainda em identidades, que concorrem para a exclusão social dos sujeitos.

Público – Crianças e Adolescentes
Atendidos – 170
Idade – 2 anos e seis meses a 18 anos

Endereço e contato:

Rua Paulino Afonso, 44 – Vila São José – Petrópolis – RJ
Cep: 25680-992
Tel.: (24) 2233-2109

Rua Nossa Senhora Aparecida, 63 – Osvaldo Cruz – Petrópolis – RJ
Cep: 25685-190
Tel.: (24) 2247-0561