top of page
  • vitoriamartins3

Dia Internacional para Erradicação da Pobreza



No dia 17 de outubro é comemorado mundialmente o Dia Internacional para Erradicação da Pobreza. A pobreza, segundo conceito governamental, consiste em um estado cujo nível de renda ou consumo per capita da família ou domicílio fica abaixo do mínimo para suprir as necessidades humanas básicas. Podendo se manifestar através da falta de acesso à educação, falta de saneamento básico e acesso à água potável, fome, trabalho infantil, dentro outros.

Essa data chega em 2022 em meio ao agravamento de desigualdades e retrocessos em políticas sociais e afirmativas, que buscam mitigar essa realidade. Tanto em plano nacional quanto global.

O Secretário Geral da ONU, António Guterres, chegou a afirmar que a pandemia empurrou milhões de pessoas à situação de pobreza. “As desigualdades aumentam e, dentro dos países, as economias sofrem com perdas de empregos, aumento vertiginoso de preços de alimentos e energia”.

Segundo relatório da ONU, em 2020 a fome e a pobreza tiveram um aumento expressivo ao redor do mundo no geral. Em 2019, 8,4% da população mundial encontrava-se em situação de extrema pobreza, no ano seguinte esse número havia saltado para 9,5%.

Na encíclica Laudato Si, o Papa Francisco relata a necessidade da humanidade repensar seus próprios erros e encontrar novas formas de interação orientadas pelo bem comum. Pois a mesma lógica de exploração que permite a perpetuação da pobreza.

As diretrizes para a solução requerem uma abordagem integral para combater a pobreza, devolver a dignidade aos excluídos e, simultaneamente, cuidar da natureza”, diz o Santo Padre. “Precisamos de uma reação global mais responsável, que implique enfrentar, contemporaneamente, a redução da poluição e o desenvolvimento dos países e regiões pobres”.

O Dia Internacional para Erradicação da Pobreza além de denunciar a realidade de grande parte da população mundial, também para relembrar nosso compromisso em combater esse cenário - seja em âmbito local, nacional ou internacional.

Para tal, é necessário ter comprometimento social. Ações como trabalho voluntário, doações, e - visto que estamos há poucos dias das eleições - escolhas conscientes de representantes políticos e governos comprometidos com ecologia integral e direitos sociais e humanos, são necessárias para alcançar uma sociedade mais justa e igualitária.

O SEFRAS

O Sefras é uma organização humanitária que luta todos os dias no combate à fome, a violações de direitos e inserção econômica e social de populações extremamente vulneráveis: pessoas em situação de rua, crianças pobres, imigrantes e refugiados, idosos sozinhos e pessoas acometidas pela hanseníase.

Guiados pelos valores franciscanos de Acolher, Cuidar e Defender, atua pelo Brasil atendendo mais de 4 mil pessoas todos os dias. São serviços diários que promovem apoio social e jurídico para população em situação de rua, acolhimento e inclusão social de imigrantes, contraturno escolar para crianças e adolescentes, convivência e proteção de idosos, além de ações de defesa dos direitos e melhoria de políticas públicas voltadas a esses grupos.

Para ajudar quem tem fome na cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro, o Sefras atua distribuindo mais de 2 mil refeições diariamente, além de distribuir cestas básicas, itens de higiene e cobertores e roupas de frio.

Ajude o nosso trabalho nesse dia especial. Você pode ajudar doando itens , em São Paulo, no Chá do Padre, na Rua Riachuelo, 268 – Centro. Tel: (11) 3105-1623 e no Rio de Janeiro na Tenda Franciscana no Largo da Carioca, s/ n, Centro.

Você também pode doar qualquer quantia pelo nosso site ou pelo pix: sefras@sefras.org.br.


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page