top of page
  • Foto do escritorMelissa Galdino

Junho Violeta: Sefras no Dia Mundial Contra a Violência à Pessoa Idosa

Atualizado: 20 de jun.



Em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa, uma data instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Sefras -  Ação Social Franciscana promoveu uma série de ações destacando a importância de combater a violência contra esse público.



Entre as iniciativas, destaca-se a estreia do espetáculo "Vista Minha Idade" pelo Grupo Clara Evidência, composto por participantes da Casa de Clara do Belém. Na última sexta-feira, 14 de junho, como parte do projeto "Diga não à violência contra a pessoa idosa", a peça desafia conceitos e perspectivas sobre o envelhecimento, incentivando o público a se colocar no lugar do outro e a refletir sobre suas responsabilidades sociais em relação aos direitos da pessoa idosa, conforme expressos no Estatuto da Pessoa Idosa.


De acordo com a Néia Monteiro, assistente social e responsável pelo projeto junto ao Sefras: "Vista Minha Idade é um grito e uma denúncia expressa em arte, de modo a multiplicar a reflexão, o debate e o posicionamento frente aos crimes cometidos contra a pessoa idosa no Brasil. Esse problema ainda é um tabu, mas isso deve ser encarado como saúde pública”




Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que o Brasil possui mais de 30 milhões de pessoas com 60 anos ou mais, representando cerca de 14,7% da população total, e que a cada hora, pelo menos dois idosos são vítimas de algum tipo de violência no país, sendo a maioria dos agressores membros da própria família.


Além da estreia teatral, outras ações marcaram a data. Em Pindamonhangaba, um ato público no centro da cidade contou com a participação de membros da Casa de Clara, que carregavam cartazes alertando sobre a violência contra idosos. 


Em Mogi das Cruzes, a Casa de Clara promoveu atividades socioeducativas, ginástica e palestras informativas sobre a importância do dia.


Uma das participantes de Mogi das Cruzes,  Maria Benedita Pereira, compartilhou sua experiência: "Estou na Casa de Clara há muito tempo e isso trouxe um grande benefício para mim. Conviver com as pessoas aqui me traz alegria e ajuda a melhorar a minha depressão. Os monitores nos tratam bem e nos dão atenção, e cada dia me sinto mais feliz por participar da Casa de Clara".


Yamin Alves, coordenadora da Casa de Clara - Mogi das Cruzes, destacou o impacto das atividades realizadas: "Hoje estamos realizando o evento em prol da campanha do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Nosso objetivo é mostrar como os serviços de convivência para pessoas idosas são importantes no combate à violência. Pessoas com vínculos fortalecidos têm maior probabilidade de estar protegidas contra situações de violência e de proteger outras pessoas, compartilhando informações adquiridas no serviço".





Neste mês, o Sefras lançou a cartilha "Diga não à violência contra a pessoa idosa", reforçando a conscientização e o enfrentamento das diversas formas de violência. Esta cartilha, parte do mesmo projeto que a peça teatral, sublinha o compromisso da instituição com a causa. Os serviços do Sefras voltados às pessoas idosas contribuem para o envelhecimento saudável, o desenvolvimento da autonomia e o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários de quase 400 pessoas.





Se você conhece alguém ou está passando por isso, esses são os canais de denúncia:


- DISQUE 100 – Ministério de Direitos Humanos e Cidadania:** Atendimento diário, 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados.

- DISQUE 190 – Polícia Militar do Estado de São Paulo:** Atendimento diário, 24 horas por dia, incluindo finais de semana e feriados.

- DISQUE 0800.773.4340 – Defensoria Pública do Estado de São Paulo:** Atendimento das 7h00 às 19h00, em dias úteis.


21 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page