top of page
  • rodrigozavala8

Conheça a Cartilha “Enfrentamento à Violência contra Mulheres”

Atualizado: 26 de mar.




O Sefras - Ação Social Franciscana e a Caritas Arquidiocesana de São Paulo, com o apoio do ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e por meio de um termo de fomento com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, no âmbito da Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente (CPMigTD/SMDHC), dão um passo significativo em direção ao fortalecimento dos direitos das mulheres imigrantes e refugiadas: o lançamento da nova cartilha intitulada "Enfrentamento à Violência contra Mulheres".


A demanda pelo material surgiu a partir de uma percepção das profissionais do Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes do Sefras (CRAI Oriana Jara) sobre a necessidade de abordar o enfrentamento à violência contra mulheres, com um foco específico na realidade das mulheres imigrantes e refugiadas. Assim, além do lançamento da cartilha, há uma série de ações de conscientização, prevenção e formação previstas para o ano de 2024, com o apoio da emenda parlamentar da Mandata Coletiva Quilombo Periférico do PSOL.

A iniciativa representa o compromisso de proporcionar às mulheres imigrantes e refugiadas acesso a informações cruciais sobre seus direitos, além de orientá-las sobre como identificar e lidar com situações de violência. O documento foi  elaborado de forma acessível e de fácil compreensão, abordando diaticamente as diferentes formas de violência contra a mulher, as leis que podem protegê-las e os recursos disponíveis para buscar ajuda.


Um aspecto da cartilha é sua abrangência linguística, sendo disponibilizada em oito idiomas diferentes: português, inglês, espanhol, francês, árabe, crioulo haitiano, dari e pashto. Essa variedade garante que mais mulheres imigrantes possam ter acesso às informações essenciais, a partir de seu idioma materno.


Versões da Cartilha "Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres" disponíveis: ÁRABE



257 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page